sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Natal

Olá pessoal, como sempre ando muito ausente disto, mas tem-me faltado a vontade. 
Sofro de preguiça aguda, ficam desde já a saber.

Hoje não sei muito bem do que falar, então vou dizer qualquer coisa relacionada com o Natal já que só faltam 4 dias para ele chegar.

Agora que sou adulto já não há aquela emoção nem aquela magia que invadia estas duas últimas semanas de dezembro como antigamente, quando andava cheio de tiques nervosos, ansioso por abrir os presentes, que só se abriam no dia 25 à noite, antecipando para a meia noite de 24 para 25, sendo convencionado que às 21:30 do dia 24 rasgavam-se os embrulhos todos.

Claro está que agora os papéis se inverteram e são os meus pais os mais ansiosos pelas surpresas que eu e a minha irmã lhes preparamos. Parecem crianças a mexerem nos embrulhos ou a entrarem no meu quarto à procura da surpresa reservada.

E claro está também que quem define os horários agora somos nós. E com um jeitinho este ano só no dia 25 à noite é que vejo o sorriso sincero e inocente deles.

Agora estarão vocês a pensar: "Mas este moço só fala nos presentes e na parte consumista do Natal? E os valores todos inerentes a esta época do ano?"


Natal 1991


Vamos deixar de hipocrisias. Natal é comida, bebida, prendas e surpresas. É o enchermos a mesa com os doces mais doces do mundo, com os salgados mais salgados do mundo, com as bebidas mais luxuosas do mundo, e com os presentes mais extravagantes do mundo, onde todos estamos juntos a comer e a beber e a trocar presentes enquanto distribuímos sorrisos e afetos de ternura sinceros uns com os outros. Quer queiramos quer não, mesmo sendo com o pretexto da comida da bebida e dos presentes, a verdade é que tudo se junta e se diverte. 

Ou seja, no final o Natal é a família reunida a celebrar o amor. 

Posso não me ter expressado da melhor maneira, porque não sou muito bom nisto, mas dei um ponto de vista. Mesmo naquilo que socialmente é visto como negativo no Natal a verdade é que isso também nos aproxima de alguma maneira.

Posto isto, espero vir cá ao blogue ainda antes do dia 24. 
Caso não volte desejo desde já a todos vós um feliz e santo Natal.

Comam muitas rabanadas (olha a comida já a aparecer).

Até à próxima.
Enviar um comentário