quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Pilates



Pois é pessoal, querem chegar aos 82 anos com o aspeto aqui do senhor Joseph Pilates que não é mais do que o inventor do método Pilates que está na moda estes dias? (pelo menos a seguir ao zumba, claro!)

Este senhor, que sofria de graves problemas de saúde como raquitismo, asma, etc. viu na sua adolescência que tinha que fazer qualquer coisa para não acabar a vida numa cadeira de rodas.

O que é que ele fez? Nos anos 20 do século passado, sabendo que a Internet nem sequer era imaginada no comum dos mortais, começou a fazer pesquisas sobre a anatomia, fisiologia e técnicas orientais apenas com 13/14 anos. Escusado será dizer que era vítima de perseguição por parte dos colegas de escola, vulgar bulying - típico de quem pensa fora da caixa.

A partir dessas pesquisas e tendo uma mãe "naturopata", começou a criar uma série de exercícios e aparelhos criados por ele com o que havia por perto como forma de tentar corrigir os seus problemas e limitações físicas. Este senhor de raquítico, passou a ginasta e mergulhador.



O problema do Pilates moderno é que está um bocado padronizado e inspirado demais noutras técnicas, já que o senhor Joseph Pilates criava um tipo de exercícios específico para cada pessoa tendo em conta a sua condição. Mas o fundamental continua lá. 

Nos nossos dias, nós, seres humanos, somos peritos no que diz respeito em não saber manter uma postura adequada que vão ter como consequência na nossa velhice vários problemas de ossos e articulações.

Ora, uma maneira de tentar atenuar isso é começar a praticar pilates, que tem como base usar o próprio peso do corpo e o suporte é feito na zona inferior do tronco o que permite ganhar resistência nesta área e consequentemente  melhora a postura, reduz o perímetro abdominal e promove uma maior consciência corporal.
Tudo isto combinado com benefícios do campo mental.


http://barrigalisa.pt/wp-content/uploads/2012/08/exerc%C3%ADcios-pilates.jpg


Eu experimentei a semana passada e a verdade é que foi duro, muito duro, saí de lá todo partido, mas já não dormia tão bem na minha vida e no dia seguinte senti-me como se tivesse feito um "lifting" a todo o meu corpo. Esta semana estarei lá outra vez.

Mais páginas sobre o Pilates aquiaqui e aqui.

Biografia do senhor Joseph Pilates aqui.

Resto de um bom dia e até a próxima.

Enviar um comentário